‘Leite derramado’ aborda discurso da decadência com fina ironia

Chico Buarque: significados para a imaginação do leitor

Um velho abandonado na enfermaria de um hospital, doente e sujando fraldas geriátricas, dita suas derradeiras memórias para a filha, a enfermeira ou quem mais puder estar ali para tomar notas. Eulálio d’Assumpção é o nome do narrador em que se transfigura o escritor e compositor Chico Buarque para contar a história de ‘Leite derramado’, de 2009, vencedor de dois prêmios literários – Jabuti e Portugal Telecom.

A obra tirou o segundo lugar na categoria ‘romance’ do prêmio Jabuti e também a honraria principal, de ´Livro do ano´, o que gerou protestos por parte da editora Record, que publicou o título vencedor da categoria ‘romance’, do jornalista Edney Silvestre, ‘Se eu fechar os olhos agora’.  Um movimento com poucas adesões na internet chegou a pedir que Chico devolvesse o prêmio, o que ele certamente negou. E ficou por parte dos organizadores a promessa de adotar regras mais coerentes no próximo ano.

Mas para o leitor essa polêmica pouco importa, já que se trata de uma discussão da indústria do livro. O noticiário em torno do assunto, no entanto, chamou a atenção para as obras de Chico e Silvestre, que estão vendendo mais.

‘Leite derramado’ é uma obra que se desdobra em diferentes abordagens, permitindo que Chico cumpra a função essencial da literatura, que é irrigar a imaginação do leitor com muitos significados. Assim, a narrativa de Eulálio tem um olhar histórico do Brasil imperial e republicano. Eulálio nasceu em 1907, um momento de mudança no país, quando o regime político se transformava. O suposto narrador resgata o passado desde seu tetravô português, percorre dois séculos e chega ao Rio de Janeiro atual, como na história de uma saga familiar.

Eulálio é de família tradicional de políticos, revelando para o leitor uma visão de mundo carregada de valores burgueses. Ele está no hospital porque foi passado para trás pelo genro, perdeu suas posses, e enfrenta a pura decadência, mas com a cegueira habitual de quem viveu cercado de benesses. Na perspectiva de Eulálio, o escritor faz pensar sobre a condição humana e como o fim da vida é um discurso solitário, que vai junto com quem morre, apesar de, no caso, esse discurso se condensar no livro.

Outra abordagem é o percurso da paixão sem limites de Eulálio por Matilde. Mesmo no fim da vida, Eulálio mantém a visão turva, negando-se a ver os vestígios que a realidade lhe apresentava sobre o comportamento da mulher. O título, aliás, é uma referência a essa postura tão comum de dourar a pílula, de tratar a realidade com nomes que atenuam seu impacto. O momento da descoberta do significado do título, quando os enigmas da história começam a se esclarecer, revela a força da veia irônica do autor.

Realidade ou aquilo que se deseja ver

Este trecho é um exemplo de como Eulálio faz a realidade se parecer com seus desejos:

“E quando eu ajeitava os antúrios na sala, tive a surpresa de ouvir Matilde chorar baixinho, desafogar de vez em quando só lhe poderia fazer bem. Eu já subia para lhe oferecer assistência, mas no meio da escada me detive a reparar melhor nos seus gemidos. Aqui não me darei ao desfrute de divulgar intimidades de Matilde, mas digo que cada mulher tem uma voz secreta, com melodia característica, só sabida de quem a leva para a cama. Foi a voz que ali escutei, ou quis escutar, havia semanas que não me deitava com Matilde. E me deliciei de imaginar que naquele momento ela se acariciava pensando em mim, como eu a namorava em pensamento toda noite no meu quarto.”

Leite derramado,

Chico Buarque, Companhia das Letras, SP, 2009, 200 págs.

Anúncios

Um pensamento sobre “‘Leite derramado’ aborda discurso da decadência com fina ironia

  1. Pingback: ‘Leite derramado’ aborda discurso da decadência com fina ironia (via Blog Livros & Ideias) « abilio pacheco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s