A lista de Valdomiro

Valdomiro era uma espécie de carpideira às avessas. Fazia o que fazia, sem remuneração, porque se achava engraçado, engraçado demais – uma fantasia alimentada pelos familiares e conhecidos. É provável que muitos rissem na esperança de fugir de sua mira. Tarefa inútil.

Valdomiro adorava velórios. Era dos primeiros a chegar, e dos últimos a sair. Gostava de contar piadas. Mas seu esporte predileto era ir de roda em roda mostrando uma lista que trazia de casa, com os nomes dos futuros defuntos da família.

Nunca entendi como alguém podia achar graça naquilo.

Valdomiro, no entanto, não marcou presença no velório de um parente muito próximo. O que deu margem a especulações várias, inclusive sobre sua eventual morte. Os que defendiam tal possibilidade, em especial os que frequentavam a lista de Valdomiro, no íntimo, torciam para estarem certos.

Minutos antes do sepultamento, chegaram sua filha e genro. E nada do Valdomiro. Sua filha foi logo avisando:

— Não se preocupem, está tudo bem. Papai foi ao Nordeste, a passeio.  Lamentou muito não poder vir ao velório. Mas pediu que lhes avisasse que estará presente na missa de Sétimo Dia. Com a lista atualizada.

 

orlando3Orlando Silveira orlandosilveira@uol.com.br

Blog: http://orlandosilveira1956.blogspot.com.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s