Ela & Ele

Mulher e marido ganhavam bem, muito bem. Mas era notório que se amavam pouco, muito pouco. Preferiam gastar o tempo consumindo tudo o que estivesse na moda e se exibindo ante seus convidados pobretões. A falsa modéstia fazia parte do script. Não suportavam ficar a sós.

A turma se fingia de morta. Boa bebida e boa comida, de graça, amolecem corações, embotam cérebros. Mas não impedem que os “ingratos” falem mal pelas costas horas depois.

Ela afetava uma pobreza inexistente, pra ressaltar a pobreza alheia.

Ele jurava admirar a preferência dos visitantes por carros populares. E garantia que, um dia, compraria um carrinho básico e usado. Pra ir à feira.

 

orlando3Orlando Silveira orlandosilveira@uol.com.br

Blog: http://orlandosilveira1956.blogspot.com.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s