Sexo e política

Verdade seja dita: Chagas não chegou a ser tão obsceno quanto o velho pai. Mas chegou perto. Desde sempre, logo após a lua de mel de míseros sete dias, colocou os atributos físicos da mulher para trabalhar em favor da prosperidade familiar. Ele virou prefeito de município de médio porte. Conceição, que mais tarde viria a ser deputada, foi primeira-dama afamada na região, rainha dos cabos eleitorais.

Nos dois primeiros anos de mandato, Conceição fez a alegria de muitos de seus pares, chegou a ser presidente de comissão importante. Mas a desgraça se abateu sobre os Chagas. O marido, cassado por corrupção, gastava parte do dinheiro público que surrupiava com lutadores de vale-tudo. Conceição fez uma dessas dietas da moda. Ela perdeu quilos e mais quilos, mas a bunda generosa virou tábua de passar roupa. Nunca mais a recuperou, apesar de vários regimes de engorda. Não se reelegeu.

Chagas e Conceição pouco se falam. Mas, com os olhos marejados, se perguntam, sem nada dizer um ao outro: onde foi que erramos?

 

Orlando Silveira orlandosilveira@uol.com.brorlando3

Blog: http://orlandosilveira1956.blogspot.com.br/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s