Feira de economia solidária reúne artesanato e culinária sustentável

Evento no Jardim Jaqueline terá artesanato com reciclados, oficinas de alimentação e mobiliário, grafite e shows com o grupo Batukaí e o rapper Dugueto Shabazz

 

No sábado, 6, será realizada no Jardim Jaqueline (Zona Oeste) uma feira de economia solidária que apresentará à comunidade e visitantes produtos de cooperativas de trabalhadores que buscam formas alternativas e sustentáveis de produção e comercialização.

Quem conferir a feira, que será realizada das 10h às 16h, poderá conhecer artesanatos com materiais reutilizados, como tapetes e fuxicos feitos com retalhos, bolsas de pano, flores, pufes, cadernos e agendas de papel reciclado, roupas e acessórios, barra de cereais entre outros.

Fuxicos confeccionados com retalhos pelo grupo Amigas Arteiras (foto: divulgação)

Fuxicos confeccionados com retalhos pelo grupo Amigas Arteiras (foto: divulgação)

A feira será ainda uma oportunidade para o visitante conhecer ou trocar experiências sobre alimentação saudável, com menos desperdício e mais consciência. Oficina realizada pelo projeto Disco Xepa vai mostrar como reutilizar alimentos em boas condições, que sobram das feiras de rua. Em apoio ao movimento internacional de ecogastronomia Slow Food, o Disco Xepa já realizou mais de 200 eventos como esse, em 75 cidades e 15 países.

“A ideia é que a comunidade participe ativa e colaborativamente na elaboração das comidas apropriando-se de novos saberes culinários, além da ressignificação do que é lixo e do que pode não ser”, afirma Luciana Pellacani, formadora em economia solidária da Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP-USP), que organiza o evento junto com o Centro de Referência em Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (CRSANS-BT), da Prefeitura de São Paulo.

Outra oficina vai mostrar como confeccionar mobiliário artesanal (pufes) a partir de resíduos reciclados. Todas as atividades da feira são gratuitas.

Rapper Dugueto Shabbaz fará apresentação na feira (foto: divulgação)

Rapper Dugueto Shabbaz fará apresentação na feira (foto: divulgação)

Um artista grafiteiro irá pintar um painel feito de madeirite ao longo do espaço da feira, com a participação do público. Além disso, o dia contará com música ao vivo com o grupo Batukaí e com o rapper Dugueto Shabbaz.

“Esperamos que o projeto dê novo sentido aos olhares para a questão dos resíduos sólidos e orgânicos, estimulando as pessoas a consumirem e produzirem de maneira mais responsável com o meio ambiente”, afirma Luciana. Ela diz que a feira propiciará um sábado de confraternização e entretenimento para a comunidade e para o público da cidade interessado em conhecer as ações concretas de economia solidária.

Serviço

III Feira de Economia Solidária no CRSANS-BT, sábado, 6 de setembro, das 10h às 16h, na Rua Nella Murari Rosa, nº 40, Jd. Jaqueline, entrada pela rua Basílio Levi – altura do km 14,5 da Rod. Raposo Tavares.

 

 

Confira os coletivos que participam da feira

Amigas Arteiras: artesanato feito a partir de retalhos reutilizados, como tapetes amarradinhos e fuxicos

Mãos na Massa: barras de cereais

Das Doida: artesanato com flores e pufes

Papel de Mulher: papel reciclado para cadernos, agendas, blocos de notas, entre outros

Todas por uma: diversos produtos artesanais

Candaces: roupas e acessórios

Cardume de mães: bolsas produzidas a partir de banners reutilizados

Modela Pano: brinquedos serigrafados

 

 

Entidades que apoiam a economia solidária

ITCP-USP: a Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares (ITCP-USP) é um programa de extensão universitária da Universidade de São Paulo (USP) que busca extrapolar os seus muros para fortalecer as iniciativas de trabalhadores dispostos à formação de uma Economia Solidária e popular com base no cooperativismo e autogestão.

CRSANS-BT: é o primeiro Centro de Referência em Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de São Paulo, localizado no Parque Raposo Tavares, no Butantã. O Centro funciona como ponto multiplicador de discussões e um local de atividades relacionadas à segurança alimentar e nutricional, que envolvem inclusão social e conscientização ambiental da comunidade. A ideia é transmitir os conceitos e técnicas relacionados a cultivo de alimentos saudáveis e de nutrição, para que os frequentadores levem o conhecimento para casa e disseminem o que aprenderam.

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s