Duas primas em Paris

Papais e mamães gastaram nota preta para que as meninas passassem um ano na Europa. Imaginavam, porque todos lhes diziam isso, que essa coisa de intercâmbio cultural é de máxima importância para quem pretende ascender na vida. Coisa de gente do “primeiro mundo”. Ricos não eram, mas queriam o bem das meninas. Não pouparam esforços para lhes fazer a vontade. Fizeram.

E as meninas, duas primas, voltaram deslumbradas com o que viram, após um ano e tanto de Europa.

— Gente, lá é demais, demais mesmo. Tem cada feirinha de artesanato. É de arrepiar – repetia Clarinha a cada cinco minutos. Muito melhor que 25 de Março, Brás e Feirinha da Madrugada.

Norminha é mais sofisticada intelectualmente que a prima. Sempre foi. Adora culinária:

— A melhor pizza é a da Itália. Muito boa mesmo.

Um dos irmãos quis saber o que elas tinham achado dos museus.

Não acharam nada. Não tinham ido a nenhum deles.

— Você acha que a gente ia gastar uma grana alta, pra ver coisa velha? Mano, se liga! – disse Clarinha, com o endosso entusiasmado da prima.

Os pais concordaram com as meninas. Ora, pra ver coisa antiga, melhor ir ao museu do Ipiranga. Ou não? Logo viram que os gastos não haviam sido em vão.

 

Orlando Silveira orlandosilveira@uol.com.brorlando3

Blog: http://orlandosilveira1956.blogspot.com.br/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s